Rio de Mãos Dadas: exposição itinerante do Sistema Fecomércio RJ chega ao interior

ter, 22/06/2021 - 10:27h - Municípios

Compartilhar:

Esculturas gigantes em formato de mãos serão expostas em sete municípios do estado do Rio de Janeiro

A partir desta terça-feira (22/6), sete municípios fluminenses receberão as esculturas gigantes que fazem parte da campanha Rio de Mãos Dadas, do Sistema Fecomércio RJ (Sesc e Senac RJ), série de ações que visa envolver as pessoas em um clima de positividade em 2021 para superar o difícil ano que passou. A intervenção urbana itinerante, que já expôs as obras em bairros e pontos turísticos da capital fluminense, poderá ser vista nas cidades de Angra dos ReisCabo FrioConceição de MacabuItaperunaMiguel PereiraNilópolis e Rio das Ostras, de 22 de junho a 6 de julho.

As obras de mais de 2 metros de altura, em formato de pares de mãos, representam a superação das dificuldades de 2020 e a esperança de retomada da normalidade este ano e serão exibidas em duas etapas: com as mãos separadas, ilustrando o afastamento imposto pela pandemia, e, posteriormente, unidas, simbolizando a esperança da retomada de contatos, planos e afetos em 2021.

Confeccionadas em fibra de vidro, as mãos foram trabalhadas por dez artistas: Agrade Camíz, Bruno Awful, Cláudia Lyrio, Igor Nunes, Loo Stavale, Márcia Falcão, Maria Amélia Diegues, Mario Band’s, Robnei Bonifácio e Yhuri Cruz.

“A intervenção urbana da campanha é uma oportunidade de comunicar à sociedade que a Fecomércio RJ, o IFec RJ, o Sesc RJ e o Senac RJ estão de mãos dadas com a população fluminense neste momento adverso. Ampliar a visibilidade do símbolo de união pelo estado do Rio de Janeiro é uma forma de fortalecer o nosso compromisso com milhares de pessoas, de levar serviços de cultura, educação, capacitações, ações sociais e oportunidades a todos”, explica o presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior.

As obras integram a campanha Rio de Mãos Dadas, conjunto de iniciativas do Sistema Fecomércio RJ que inclui: intervenções urbanasexposições itinerantesmaratonas virtuaiscapacitações gratuitas em parceria com sindicatos, cursos adaptados ao “novo normal”Prêmio Fecomércio de Cultura e uma edição especial do Prêmio Visão Consciente, para identificar e reconhecer empresas que fizeram a diferença em suas áreas de atuação e na sociedade.

Sobre as obras e os artistas

ANGRA DOS REIS – Shopping Piratas (Estrada das Marinas, 91 – Praia do Jardim | Área de exposição no primeiro piso) 
Obra: 
A VIDA PRESENTE
Conceito: obra intitulada a partir do último verso do poema “Mãos Dadas”, de Carlos Drummond de Andrade.
Material: pintura mista
Artista: Cláudia Lyrio – a artista natural do Rio de Janeiro, pesquisa o ciclo da vida e a natureza em uma narrativa onde a paisagem emerge como protagonista e o pensamento da cor é um dos eixos de significado. É formada em Pintura e Letras (ambas pela UFRJ), tem Especialização em História da Arte e Arquitetura no Brasil (PUC-Rio) e Mestrado em Literatura Brasileira (UFRJ).

CABO FRIO – Shopping Park Lagos (Avenida Henrique Terra, 1700 – Palmeiras)
Obra:
  CULTURA DA BORDA NA PALMA DA MÃO
Conceito: A pintura será feita de tal maneira que no momento do encontro das mãos, os casais “dancem” unindo essas duas potências culturais tão marcantes para os movimentos negros da cidade, trazendo a ideia de união e harmonia pela cultura.
Material: pintura acrílica e resina
Artista: Márcia Falcão – artista plástica graduada em Pintura pela UFRJ. Um dos temas recorrentes em seus trabalhos tem sido a problemática feminina vista através de experiências pessoais tendo o Rio de Janeiro como cenário, ora belo e poético, ora violento e assustador. Passeando pelo grotesco assume a linguagem figurativa como meio para transmitir críticas à contemporaneidade.

CONCEIÇÃO DE MACABU – Sede da Estação Ferroviária (Avenida Vitorsence – Centro | Ao lado da Igreja Católica Central da Cidade)
Obra: COADUNAÇÃO
Conceito: “O que vemos dentro das mãos, na sucessão de formas encaixadas, é uma espécie de “janela abstrata” que remete às profundezas que possam habitar a interioridade destas mãos.”
Material: pintura mista
Artista: Mario Band´s – indicado ao Prêmio Pipa 2017, realiza obras marcadas pelo intenso uso da geometria e precisão no trabalho das cores, luzes e sombras. Utiliza a técnica do Grafitti para deslocar elementos, atrair, confundir e trair o olhar do espectador com a inserção de novas formas, nos diversos suportes que utiliza.

ITAPERUNA – Avenida Presidente Dutra, 1400 | Em frente à FIAT
Obra: FUGA E FÚRIA
Conceito: inspirado nos estudos de quiromancia, reflexologia e mapa das mãos para traçar paralelos com historiografias e subjetividades afro-diaspóricas.
Material: pintura mista
Artista: Yhuri Cruz – artista visual e escritor, nascido em Olaria, no RJ, em uma família de matriz afro-brasileira. Seu trabalho consiste em promover a intersecção entre sua herança ética e estética familiar, anticolonialidades e esferas privilegiadas e transgressoras do campo artístico. Desenvolve sua prática a partir de criações textuais, visuais e proposições instalativas e performativas, que dialogam com sistemas de poder, crítica institucional, relações de opressão, encenações de cura, resgates subjetivos e violências sociais reprimidas ou não resolvidas.

MIGUEL PEREIRA – Lago do Javary | Próximo ao Hotel Javary
Obra: NAS NOSSAS MÃOS
Conceito: representação da beleza natureza através da flora e fauna marinha e terrestre, e na responsabilidade que temos com o Planeta.
Material: pintura mista
Artista: Maria Amélia Diegues – formada em Paisagismo pela escola de Belas Artes da UFRJ, transita por diversas técnicas, algumas artesanais como aquarela, lápis de cor, serigrafia, assim como em computação gráfica. Seu trabalho é colorido e de formas orgânicas ligadas à natureza como flores, vegetais e animais. Influência da sua formação original e de sua vivência com as coisas da cozinha e confeitaria muito presentes em sua vida.

NILÓPOLIS – Prefeitura Municipal de Nilópolis (Rua Pedro Álvares Cabral, 305 – Centro)
Obra: 
MANIFESTO PÓS-VANDALISMO
Conceito: envelopamento das “mãos” por meio de uma grade de ferro, cortada na altura dos dedos e um pouco na base, transmitindo uma ideia de rompimento, de quebra de ordem.
Material: pintura mista
Artista: Igor Nunes – graduado em Design Gráfico pela ESPM, no Rio de Janeiro, e em Pintura e Desenho, pela A.R.C.O., em Lisboa, Portugal. Integrou diversas exposições coletivas nos dois países. Em 2015 ganhou o prêmio SpoletoArtRua e em 2020 pintou um mural em um antigo armazém tombado na Zona Portuária do Rio. O artista investiga o que há para além do muro, explora o espaço urbano, questões relacionadas à subversividade, a quebra de ordens pré-estabelecidas, o deslocamento geográfico e a crítica social.

RIO DAS OSTRAS – Praça Prefeito Claudio Ribeiro, s/n – Extensão do Bosque (Em frente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Rio das Ostras)
Obra:
 FEITO COM CARINHO
Conceito: projeto que debruça o olhar sobre os impressos que permeiam o cotidiano coletivo, relembrando os passeios na praça, as festas de rua, os parques de diversão itinerantes.
Material: pintura acrílica
Artista: Loo Stavale – artista, mestranda em Processos Artísticos Contemporâneos pela UERJ, bacharel em Gravura pela Escola de Belas Artes/UFRJ.  Participou de ações e exposições como ArtRua – Mostra de Arte Urbana, ocupação periódica do muro do Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Boreart, Sesc Tijuca e Festival de Inverno no Sesc Teresópolis, Deu na Telha no Complexo do Alemão, CMHO, entre outras.

Você pode gostar de ver também